Sal rosa do Himalaia

O Sal é essencial para o bom funcionamento do nosso organismo. No entanto, todos sabemos que deve ser consumido na medida certa, pois sal em excesso faz mal à saúde.

O Sal rosa do Himalaia é o sal mais puro existente na terra, livre de toxinas e poluentes. Proveniente da Cordilheira do Himalaia, é recolhido dos depósitos milenares de sal, onde há milhares de anos se acumulou pelo choque do mar com as montanhas. A coloração do sal é devido ao alto índice de minerais (contém 84 minerais) em sua composição, que pode ir do vermelho ao rosa claro. Quanto mais claro, maior é o seu grau de pureza.

Dentro desses 84 minerais encontram-se magnésio, fósforo, cálcio, potássio, ferro, zinco, cobre, entre muitos outros. De acordo com os estudos o consumo de Sal Rosa fornece além dos minerais essenciais, um balanço dos eletrólitos do nosso corpo, melhora a capacidade de absorção de nutrientes do organismo, elimina toxinas, regula o PH natural do corpo, normaliza a pressão sanguínea, melhora a circulação e a condutividade. Isso acontece por ser um sal pouco processado onde só é retirada as impurezas e mantidos seus valores nutritivos. Esta é a grande diferença em relação ao Sal comum de cozinha, que passa por um grande processo industrial que acaba retirando o que normalmente ele possuiria de nutritivo.

Ao utilizar esse sal, na verdade você está ingerindo menos sódio por porção do que o sal de mesa regular, porque é menos refinado e as peças são maiores. Portanto o sal do Himalaia tem menos sódio por porção, já que os cristais, ou flocos, ocupam menos espaço do que o sal de mesa que é uma variedade altamente processada. Enquanto cada 1 grama de sal de cozinha comum concentra 400 mg de sódio, no Sal rosa a relação é de 1gr X 230mg, quase a metade.

Por fim, o sal, se consumido com parcimônia, proporciona ao corpo o sódio e cloro necessários para o equilíbrio hídrico, para evitar a desidratação do organismo e para preservar a atividade muscular e nervosa.